Google– ou –

PL 103-2017

Obrigará a construção de rampas de acesso do passeio à soleira de entrada dos pontos comerciais, industriais e de serviços que permitam o trânsito de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Este projeto de lei obrigará a construção de rampas de acesso do passeio à soleira de entrada dos pontos comerciais, industriais e de serviços que permitam o trânsito de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

Esta lei valerá para as edificações novas e as já existentes.

As rampas poderão ocupar o desnível entre o logradouro público e a soleira de entrada dos pontos, comerciais, industriais e de serviços, com largura de 1,20 (um metro e vinte) e mínima de 90 cm (noventa centímetros) e inclinação até a máxima admissível na NBR 9050 da ABNT.

De acordo com o Vereador Ricardo Teixeira o projeto de lei se justifica pelo fato dar autonomia e independência às pessoas com algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida, ou mesmo mães com carrinhos de bebê, para que possam transitar de forma rápida e sem entraves nos estabelecimentos da cidade de São Paulo.


Votos dos cidadãos

BR — 111 votos, 93 sim, 18 não
SP— 6 votos, 5 sim, 1 não

Filtrar gráficos

MasculinoFeminino

Classificação do cidadão para este projeto

2 classificações
100%
0%
0%
0%
0%
0%

2 comentários

100002607299259

Fernando Nunes

vao trabalhar ....primeiro melhore as CALÇADAS ... vcs socialistas so sabem fazer leis para os outros executarem ,,,mas vcs nao fazem o que sao pagos ....CALÇADA DECENTE JA ...

Square user masculino 418e2740fbf94a752b1882289354031b2dca271aa357d27789dd68e5c9a344c0

Isaura Rossi

Concordo com você quanto as calçadas mas, na minha opinião, não conseguir acessar um estabelecimento sem precisar de ajuda (que, muitas vezes, é inexistente) é pior que desviar de obstáculos no caminho.